Projetos inovadores de estudantes brasileiras vencem concurso de Harvard

Projetos inovadores de estudantes brasileiras vencem concurso de Harvard

As estudantes brasileiras Georgia Gabriela da Silva Sampaio, de Feira de Santana (BA), e Raíssa Müller, de Novo Hamburgo (RS) estão entre os ganhadores do prêmio “Village to Raise a Child” (em português: Vila para Desenvolver um Jovem), da Universidade de Harvard. O objetivo da premiação é valorizar projetos de empreendedorismo social que possam ser desenvolvidos na comunidade onde os seus criadores vivem.

As jovens, ambas com 19 anos, e os outros três ganhadores, vindos do Nepal, Filipinas e Sri Lanka, apresentarão suas propostas para investidores em novembro, no campus de Harvard.

O projeto de Georgia Gabriela, uma das vencedoras, é um procedimento mais barato e menos invasivo para o diagnóstico da endometriose, que consiste na análise de marcadores biológicos que poderá ser adaptada para um exame sanguíneo. A jovem quer estudar em cursos relacionados à engenharia e às ciências biológicas numa instituição de ensino superior norte-americana, onde quer concorrer a uma vaga neste ano.

Já a outra brasileira premiada, Raíssa Müller, criou um tipo de esponja que absorve óleo e repele água, que poderia ser utilizada para diminuir os impactos ao meio ambiente em casos de vazamentos de óleo nos oceanos. Agora, o objetivo da estudante é realizar testes para averiguar a aplicabilidade da criação. A jovem concluirá seu curso técnico em 2015 e, em seguida, quer estudar psicologia e neuroquímica em uma universidade americana.

Confira mais detalhes sobre as ideias na página da campanha criada para arrecadar recursos para o desenvolvimento dos projetos.

 

 

Fonte: Portal dos Administradores

Próxima Postagem:
Postagem Anterior:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *