Administrador é incluído no concurso de técnico-administrativo do IFMA

Administrador é incluído no concurso de técnico-administrativo do IFMA

O edital foi retificado e uma das alterações é o pré-requisito para o cargo de Tecnólogo na área Gestão pública/Recursos humanos com a inclusão de bacharéis em Administração. Para o cargo de Tecnólogo na área Gestão pública/Gestão financeira agora também poderão concorrer bacharéis em administração, economia e ciências contábeis.

A comissão organizadora do concurso para técnico-administrativo do IFMA divulgou edital de retificação, no qual amplia o número de vagas e altera os pré-requisitos para os cargos de Tecnólogo na área Gestão pública/Gestão financeira e Tecnólogo na área Gestão pública/Recursos humanos. As inscrições foram prorrogadas e podem ser feitas até o dia 20 de outubro no site da Fundação Sousândrade. A taxa de inscrição é de R$ 40,00 (nível fundamental), R$ 60,00 (nível médio) e R$ 80,00 (nível superior). A prova objetiva vai acontecer no dia 11 de dezembro.

Há quatro novas vagas: Médico veterinário (São Luís-Maracanã), Bibliotecário/Documentalista (Zé Doca), Assistente em administração (Alcântara) e Assistente de aluno (São Luís-Monte Castelo). Outra alteração ocorreu no pré-requisito para o cargo de Tecnólogo na área Gestão pública/Recursos humanos com a inclusão de bacharéis em Administração. Para o cargo de Tecnólogo na área Gestão pública/Gestão financeira agora também poderão concorrer bacharéis em administração, economia e ciências contábeis.

Sobre o concurso

O concurso terá validade de dois anos, a contar da data de publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

A remuneração varia de R$ 1.834,69 (nível fundamental) a R$ 3.868,21 (nível superior). Além da remuneração, o servidor terá direito ao auxílio-alimentação no valor de R$ 458,00, assim como outros benefícios previstos em lei. Os técnicos administrativos serão regidos pela Lei nº 8.112/1990.

São mais de 70 vagas distribuídas entre cargos de nível fundamental, médio e superior. A prova será realizada em duas fases (objetiva e prática) para o cargo de Tradutor e Intérprete de Libras. Para os demais cargos haverá somente a prova objetiva composta por questões de múltipla escolha.

O concurso traz a reserva de um percentual mínimo de 5% das vagas para pessoas com deficiência e de 20% para candidatos negros, considerados aqueles que se autodeclararem pretos ou pardos no ato da inscrição no concurso público.

Próxima Postagem:
Postagem Anterior:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *